Wave Corporate

Filtro Web e Monitoramento

Empresas usam softwares para controlar o acesso de funcionários à Internet

Já ouviu falar em EIM? Para muita gente isso é o fim de dias de

CorporativoEmpresas usam softwares para controlar o acesso de funcionários à Internet

Empresas usam softwares para controlar o acesso de funcionários à Internet

Já ouviu falar em EIM? Para muita gente isso é o fim de dias de prazeres proibidos e remunerados. EIM quer dizer Employee Internet Management, programas de computadores feitos para controlar de forma inteligente o acesso de empregados de uma empresa à Internet. Estatísticas internacionais dão conta de que um empregado médio passa 75 minutos por dia surfando alegremente na Internet em atividades particulares como compras, investimento em ações, acompanhamento das atividades esportivas. A pornografia, como de costume, caiu no desinteresse da maioria. Alguns EIM têm nomes sugestivos, como o Wave Server Enterprise e eles são um mercado em franco crescimento, em nível mundial. No Brasil, quem tem Internet no trabalho provavelmente trabalha em empresa já com cara global, encaixando-se na estatística, exceto pelo investimento em ações, uma prática não tão popular entre nós, mas podendo ser substituído por ingredientes sensacionais como Casa dos Artistas ou o BigBrother. Não há dúvidas de que mesclar tarefas cotidianas com momentos de descontração tornam o ambiente de trabalho mais agradável, mas a partir do momento em que começam a comprometer a produtividade, as empresas acabam procurando formas de controlar essas práticas. Mas como fazer isso? Colocar filtros não é uma idéia muito recomendada pelos especialistas – em vez de bloquear, propõe-se a administração adequada. Dessa forma, o funcionário aproveitaria o potencial de utilidade que tem a rede, sem que o tráfego pela Internet precisasse ser monitorado 24 horas por dia. Enquanto as empresas não encontram a melhor forma de administrar sua equipe no sentido de implantar uma disciplina com o uso da rede, a EIM surge como uma solução para o problema do uso – em excesso – da Internet para atividades particulares, o que vem comprometendo o trabalho de tantos profissionais. Fonte: Manager

Leave your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked.*